Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Alekksandre.jpg

 

(Foto: Reprodução/FB)
 
Alekssandre Fortunato é um actor, modelo e promotor de eventos angolano, nascido na província da Huíla aos 28 de Fevereiro de 1991, diz ser uma pessoa simples e apaixonado pelo mundo artístico.
 
Recentemente Alekssandre Fortunato revelou na plataforma Facebook a sua sexualidade. Numa conversa com o Blog Generalizado, Alekssandre revelou porquê motivo decidiu sair do "armário".
 
Siga a entrevista na íntegra:

Blog Generalizado(B.G)- Quem é o Alekssandre Fortunato?

Alekssandre Fortunato(A.F)- O Alekssandre é um ser muito simples, completamente apaixonado pela arte, alegra-se bastante em momentos serenos no seu atelier ouvindo a suave voz de Sade, sentindo a brisa tocando suavemente na sua pele enquanto ele cria as suas obras de arte que partem do fundo da Alma.
O Alekssandre é formado em Marketing, na moda ele foi descoberto pela Vitória Garcia, e ganhou gosto em tal profissão por ser um part time divertido, tal como a promoção de eventos e trabalhos televisivos.

B.G- Desde mais pequeno, o seu sonho sempre foi ser actor e modelo?

A.F- Desde mais pequeno eu sempre sonhei em tocar na vida de muitas pessoas, fazendo coisas que as deixassem felizes e inspiradas, sempre amei a arte, representação e a Moda são arte... Por isso posso dizer que sim... Sempre sonhei em fazer arte.

B.G- Para além de ser actor e modelo, também és promotor de eventos, como consegues conciliar as 3 profissões?

A.F- Com muito esforço, há momentos em que tenho de decidir em que projecto atacar entre as 3[profissões], não gosto de fazer as coisas a meio, por isso escolho muito bem a melhor coisa a fazer naquele exacto momento da minha vida.


B.G- Sobre a sua participação no reality show "Rich Kid's", achas que a imprensa Sul Africana foi injusta contigo?

A.F- A imprensa simplesmente fez o seu trabalho e divulgou o programa, que agora é conhecido por muitos africanos e não só, por minha causa... Ninguém reclamou disso na produção.

B.G- Por quê decidiste participar de um reality show destinado a jovens ricos?

A.F- Eu fui convidado e aceitei. Foi uma boa experiência de vida e por isso eu sou grato.

B.G- E depois dessa polémica toda, como vai a sua carreira?

A.F-A minha carreira vai bem Graças à Deus. Tenho sempre propostas na mesa e escolho as que fazem mais sentido na minha jornada neste meu percurso pela terra.

B.G- Revelaste no Facebook a sua sexualidade, O que levou-te a fazer isso?

A.F- Senti que estava na hora de eu fazer, e só fui público sobre tal assunto porque há muitos jovens por aí confusos e perdidos em relação a sua sexualidade, se calhar de certa forma a minha história ia tocar nas suas vidas e sensibilizar mais pessoas em relação a um assunto que ainda é tabu, mas todos nós seres humanos temos o direito constitucional de sermos livres e felizes.
Alekksandre 3.jpg(Foto: Divulgação)

B.G- Achas que o Estado angolano deveria legalizar o casamento gay?

A.F- Sim. Quando duas pessoas se amam, elas têm o direito de casar e constituir a sua família.

B.G- Quando e como descobriste que eras Gay?

A.F-  Eu descobri que era um ser humano cheio de amor quando era jovem.


B.G- Não tinhas medo de ser julgado pelas pessoas ou perder amigos?


A.F- Sinceramente não. Eu acredito que todos nós temos jornadas diferentes e se de alguma forma as pessoas que eu amo não estiverem preparadas para lidar ou respeitar aquilo que eu sou, eu não as condeno, somos todos livres de escolher o que é melhor para nós.



RAPIDINHAS:


Homossexualidade para si é...?

Amor

Um perfume?

Gosto de todos

Homem perfeito é aquele que...?

Ama, vive em gratidão, e em sincronia com o Universo.

Liberdade é quando...?

Somos livres de nos expressar.

Um Passatempo?

Um bom livro.

 

Alekksandre 2.jpg

(Foto: Divulgação)

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:57


Entrevista exclusiva com Victor Hugo Mendes

por Paulo Afonso, em 29.07.15
Nasceu em Malanje Victor Hugo Mendes, apresentador e autor angolano, ele escreveu "O meu livro de pensamentos" que foi o livro mais vendido em Angola no ano passado. Mas o autor criticou o facto de não aparecer pessoas interessadas em ajudar a distribuir mais e melhor.
Em entrevista exclusiva ao Blog Generalizado Victor Hugo Mendes revelou que o seu próximo livro irá chamar-se "Facebook 69" e porquê não gosta de ser tratado como escritor.
 

VHM.jpeg

 

Confira a entrevista na íntegra:

Blog Generalizado- Quando descobriu o gosto pela comunicação social?

Victor Hugo Mendes-Eu descobri esse gosto ainda cedo mas ou menos aos 12 anos e aos 14 fui para para Malanje onde fiquei até 2002.

B.G-Você começou apresentando programas em rádios, quando e como entrou para TV? 

VHM-A radio fui aos 14 anos no programa recreio infantil e na TV foi em 2009 na TPA2 no programa dia-à-dia no dia 26 de Janeiro, fazendo dupla com a Mara Dalva.

B.G-Quem lhe inspirou  a fazer TV?

VHM-Ninguém. Eu fui dar uma entrevista no Tchilar ainda no tempo da Mel Gamboa e Jeff Brown e depois recebi o convite. Até aí nunca tinha eu pensado em fazer TV.

VHM1.jpg

  (Foto: Reprodução/Facebook)

B.G- Qual é o segredo para nunca desistirmos dos nossos sonhos?

VHM-É aceitar as derrotas e continuar a persistir com fé e determinação.

B.G- "O meu livro de pensamentos" foi muito bem recebido em todas as províncias por onde passou. Qual é o grande segredo para tanto sucesso?

VHM-Sim. O livro fui muito bem recebido ou seja continua a ser procurado infelizmente sozinho não consigo fazer tudo mas também não aparece pessoas interessadas em ajudar a distribuir mais e melhor. O segredo foi atitude. Levar a todas cidades o livro só isso.

B.G- Porquê não gosta de ser considerado escritor?

VHM-Porque nunca sonhei e embora escreva acho que sou autor. Confesso que não me sinto bem quando me chamam de escritor.

B.G- Acompanho seus posts nas redes sociais, e uma das coisas que mais chama atenção, é o facto de teres mais de 28 mil seguidores no facebook. Como é a interação com seus fãs?

VHM-A interação é sempre directa. Sou eu quem responde a todos. Faço tudo de forma natural não tenho cá essa ideia de estrela.
Tenho dificuldades sim quando a pessoa do outro lado quer manter um diálogo longo. Custa porque tenho muitas mensagens por responder e isso não é as vezes percebido pela outra parte.

B.G- E falando em Facebook, o seu próximo livro terá como título " Facebook 69". O que levou-te a escolher este nome?

VHM-Terá 69 capítulos só por isso. Ainda estou a pensar se sai mesmo assim a pesar de todos já saberem. (Risos).

VHM3.jpg

 (Foto: Reprodução/Facebook)

 B.G- O livro Facebook 69 estará apenas disponível em português?

VHM-Não. Vai ter versão em inglês e será vendido On Line. Parte das receitas assim como do primeiro livro é para caridade.

B.G- Como jovem angolano, o que esperas de Angola no futuro? 

VHM-Acho que teremos muitos problemas por causa da falta de rigor em muito do que se faz hoje e principalmente com a formação dos jovens.

 

Rapidinhas:

Uma frase: quem lê um livro nunca mais é a mesma pessoa

Um sonho: construir uma escola em malanje com o nome de professora Olga.

Um ídolo: não tenho. Tenho sim muitas pessoas que são uma referência para mim.

Um passatempo: ler e viajar. Adoro conduzir

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10

Cláudia Santos é uma fashion blogger angolana autora do blog "Conversas No Armário" em entrevista exclusiva ao Blog Generalizado a blogger falou sobre o mundo fashion e ainda revelou como surgiu o seu blog.

 
Screenshot_2015-06-19-20-51-16_1.jpg
Cláudia Santos além de blogger, ela também trabalha numa revista social, considera-se uma pessoa bastante reservada,  e que gosta de conhecer novas pessoas.
 
Curioso/a para saber mais sobre ela? eis a entrevista completa:
 
Blog Generalizado(B.G)-Quem é a Cláudia Santos?
Cláudia Santos(C.S)-Sou uma menina-mulher muito divertida, espontânea, curiosa, energética e sonhadora. Apesar de gostar de conhecer novas pessoas e de ter capacidade para lidar com grandes grupos, sou bastante reservada a nível pessoal e sou de um círculo íntimo bastante restrito. Gosto muito de comida indiana, de ver o nascer e o pôr-do-sol, de fotografar e de lutar pelos meus sonhos.
 
B.G-Como surgiu a paixão pelo mundo fashion?
C.SO meu avó era alfaiate e ganhei o gosto pelo costura desde muito cedo. Com cinco anos já costurava à mão e fazia as roupas para as minhas bonecas. Ainda em pequena já pintava as unhas e usava os sapatos da minha mãe. Com 10 anos ia para a escola de saltos altos, claro, apropriados para a idade. Fui sempre muito criativa, voltada para as artes, portanto, o amor pela moda surgiu naturalmente. Sempre tive o sonho em um dia vir a ter a minha marca de roupa.

Screenshot_2015-06-19-20-50-00_1.jpg

 (Foto: Reprodução/Facebook)

B.G-O que é necessário para nos sentirmos fashion?
C.S-Penso que temos de agarrar nas tendências e torna-la nossa dando um toque bem especial. O importante mesmo é conhecermos o nosso estilo pessoal e ser criativo. Sem criatividade até podemos nos sentir na moda, mas quem percebe do assunto descarta essa possibilidade na hora.
 
B.G-Como nasceu o blog Conversas no Armário?
C.S-O Conversas No Armário nasceu de um sonho. Trabalho numa revista social, adoro produções de moda e essa foi a maneira que encontrei para unir o útil ao agradável. Escrever sobre aquilo que amo e publicar algo que gosto nessa área. Contudo, a ideia inicial do blog nem era algo tão pessoal… As coisas nem sempre correm como planeamos mas acabou por ser bem melhor assim.
 
B.G-Em que te inspiras para a criação dos seus posts? 
C.S-No meu dia-a-dia. Nunca dedico muito tempo aos meus look’s porque sou uma pessoa extremamente desorganizada. Aliás, adoro criar visuais sobre pressão, porque é nesse momento que a criatividade encontra o seu lugar. Dependendo do momento, da situação, os look’s são sempre criados consoante o meu humor. (risos)
 
B.G-O seu blog é um sucesso, algum acontecimento especial que ajudou o blog a levantar voo?
 C.S-Não considero o Blog um sucesso. É verdade que sou reconhecida várias vezes não só aqui em Luanda, como também em sítios que jamais esperasse que tal acontecesse, mas ainda não o vejo como um sucesso. Contudo, é gratificante receber esse reconhecimento, dá um grande alento à minha alma e sinto que estou no bom caminho. Acredito que tudo começou quando o Conversas No Armário se tornou num projecto de duas pessoas. Quando trabalhava sozinha levava as coisas mais na desportiva mas agora que tenho as minhas funções e o meu parceiro as dele, torna-se tudo mais profissional e cada um consegue concluir as suas tarefas com mais êxito.
 
B.G-Alguma dica para essas mulheres que se espelham em você e sonham em ter um blog como o seu?
C.S-Penso que têm que ser bastante persistentes e pacientes… As coisas não acontecem de uma hora para a outra e apesar disso, tem que haver investimento. Tempo, criatividade, internet de qualidade e uma boa máquina fotográfica é a mistura perfeita para fazer acontecer.
 
 B.G-Como consegues gerir o blog? Tens um team?
C.S-As coisas aqui são muito complexas. Tivemos que nos adaptar e houve a necessidade de repartição de tarefas o que exigiu uma segunda pessoa. Trabalhamos em conjunto neste que hoje é um projecto dos dois e de certa forma temos conseguido fazer a gestão do mesmo.

 

Screenshot_2015-06-19-20-59-18_1.jpg

 (Foto: Reprodução/Facebook)

 

Rapidinhas:
 
B.G-Sonho?
C.S-Tornar-me numa referência como blogger, não só a nível nacional como também internacional.

B.G-O melhor de ser fashion é...?
C.S- Fazer parte de algo universal…
 
B.G-Uma frase?
 C.S-Pequenas oportunidades são quase sempre o início de um grande negócio.
 
E para quem quiser conhecer o blog de Cláudia Santos pode visitar a partir deste endereço: https://conversasnoarmario.wordpress.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:49


Mais sobre mim

foto do autor


Contactos:

Email: Pauloafonsoneto@sapo.ao


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.